Mediacao Inteligente

Mediacao Inteligente

Condomínios em Guerra

Mediação InteligenteEscrito por Alvaro Cruz 08 Set, 2016 13:44:07

Condomínios em Guerra.

Entrevista com Dra. Ana Luiza Pretel.

Viver em condomínio está cada vez mais difícil e complicado pela convivência entre moradores, problemas de gestão e pelas situações com vizinhança externa.

Passamos 2/3 de nossa vida vivendo em condomínio. A crise econômica e o estresse moderno complicam essa convivência pois transformam situações simples em estopim de verdadeiras guerras e discussões intermináveis.

Ouça o áudio da entrevista na íntegra em: https://goo.gl/forms/SRpiEVFB1Puecwx63


Dormindo com o Inimigo.

Os meios usuais de resolução de conflitos em condomínio começam na reclamação, envolvem porteiro/síndico, livros de ocorrências, discussões, assembleias conturbadas e acabam, muitas vezes, por gerar processos judiciais custosos e lentos.

O agravante é que as partes, nestes casos, vão continuar convivendo no dia-a-dia, se encontrando no elevador, nas garagens e na vizinhança.

Em entrevista a Dra. Ana Luiza Pretel - especialista em mediação e conciliação condominial - nos lembra que os custos dos conflitos não resolvidos vão além dos custos financeiros e materiais pois o desgaste emocional decorrente destas brigas que afetam a qualidade da vida em comum nos imóveis.

Conflitos fazem parte da vida.

Conflitos fazem parte da vida e existem em todas as atividades humanas e são resolvidos através de negociação direta entre os envolvidos ou com a intervenção de terceiros para ajudar a resolver a questão.

Nos condomínios estamos acostumados a tentar solucionar os conflitos diretamente, com a intervenção dos síndicos e funcionários ou do poder judiciário.

O problema é que sentimos que essas soluções muitas vezes resolvem o problema em sí mas não reconstroem a relação entre os envolvidos que terão que conviver com marcas de decisões que determinam um ganhador e um perdedor.

“O problema em condomínio é que
usualmente colocamos uma pedra no assunto e,
na primeira oportunidade,
atiramos a pedra na direção do vizinho envolvido.”


Mediação - Resolução pacífica de conflitos.

A resolução pacífica de conflitos faz parte da história da humanidade.

Rabinos, padres, pastores e juízes de paz são figuras de mediadores que ajudam as pessoas a compreenderem melhor as situações, encontrar soluções criativas para resolver o problema, resgatar a comunicação e para preservar as relações nas comunidades.

Na esfera jurídica diversos países no mundo - incluindo Argentina e Uruguai na América do sul - consideram a mediação como passo necessário entre as partes antes do ingresso de ações na justiça. No Brasil a mediação e a conciliação surgem timidamente mas ganharam força legal em novembro de 2010 com uma resolução 125 do Conselho Nacional de Justiça[1] e em Março de 2013 com o Novo código de processo civíl[2] que regulamentaram a mediação e a conciliação para tratamento adequado dos conflitos com força legal.

Condomínios buscam a Paz na Mediação

Diversos condomínios no Brasil começam a utilizar mediadores profissionais que utilizam técnicas de comunicação e mediação para resolver conflitos e evitar ações judiciais e melhorar a convivência.

Ainda segundo Dra. Pretel:

“Nas áreas comuns, em que todos são donos, são problemas que dizem respeito ao condomínio, brigas de vizinhança, animais, problemas de crianças, salão de festas, falta de garagem entre tantos.

Mas também temos problemas com a vizinhança do condomínio em sí. É o caso da abertura de uma rave ao lado do conjunto, ou ainda de mudança de uso do bairro.

A Vila Madalena era um bairro tranquilo até poucos anos. A Mudança da configuração traz conflitos que podem ser resolvidos pela mediação.”

Na prática restabelecer o diálogo sempre é a melhor opção e trazer um mediador externo colabora na isenção, conforto entre as partes e no aporte de experiência técnica por ter participado de inúmeras mediações condominiais anteriormente.

Ouça o áudio da entrevista na íntegra em: https://goo.gl/forms/SRpiEVFB1Puecwx63


Palestras realizadas: https://goo.gl/jKelVi

Notas:

_ Negociação: As partes transacionam seus interesses e chegam a um acordo sem a intervenção de terceiros.

_ Arbitragem: As partes solicitam a tutela de um terceiro para decidir a questão. Desta forma termos a arbitragem privada com as partes escolhendo quem julga e a pública provida pelo sistema judiciário.

_ Mediação: As partes solicitam que um terceiro os ajudem a chegar em uma solução que resgate o diálogo entre as partes para comporem alternativas de solução.











  • Comentários(0)//blog.mediacaointeligente.com.br/#post1

As vantagens da Mediação

Mediação InteligenteEscrito por Alvaro Cruz 23 Ago, 2016 13:22:34
Acesse: www.mediacaointeligente.com.br

O Escritório Pinheiro, Mourão, Raso e Araújo Filho, avalia a importância da Mediação como forma alternativa de solução de conflitos.

MEDIAÇÃO: SOLUÇÃO INTELIGENTE PARA CONFLITOS



AGENDA PMRAF - NÚMERO 43 - Janeiro LÍVIA GUIMARÃES GONÇALVES -

Fala-se hoje muito sobre a arbitragem, mas permanece ainda pouco conhecida e utilizada a mediação. Esta é uma das formas alternativas de solução de conflitos na qual um terceiro imparcial colabora para que as partes conflitantes cheguem a um acordo. O instituto mostra-se bastante eficaz em situações peculiares, nas quais a arbitragem ou o processo judicial não se mostram capazes de proporcionar a solução mais adequada.

O mediador busca neutralizar as emoções ...
Leia mais http://goo.gl/0tMysU







  • Comentários(1)//blog.mediacaointeligente.com.br/#post0